Buscando soluções para o loteamento “Thomaz Rodrigues Alckmin”

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

-José Roberto Ferracin Marques, prefeito do município de Altinópolis/SP, esteve em 19/09/2017, na Secretaria de Habitação do estado, para junto do secretário da pasta, Rodrigo Garcia, pleitear solução definitiva para resolução dos problemas que envolvem o recente loteamento denominado “Thomaz Rodrigues Alckmin”, que por falhas no projeto original, não pôde ser entregue aos contemplados em sorteio.

Ocorre que; a antiga gestão municipal, responsável pelo loteamento, promoveu o sorteio dos lotes sem observar a EXIGÊNCIA legal que previa entre outras coisas, construção de 1.297 metros lineares de galerias de águas pluviais fazendo interligação com a rede já existente, e mais, não observou também, a antiga gestão, o projeto de iluminação para o local. Em suma, devido à quantidade de falhas apontadas pela fiscalização, os lotes não puderam ser entregues.

A ida do atual prefeito a Secretaria de Habitação do estado, teve como objetivo principal, a possível liberação de verbas para solução destes dois pontos básicos.

Os valores solicitados pelo prefeito são os seguintes: R$ 600.000,00(seiscentos mil reais) para construção das galerias de águas pluviais, e mais R$ 200.000,00(duzentos mil reais) para iluminação pública.

-O país atravessa, talvez, a maior crise política e financeira de sua história, o que deixa, em tese, o estado desprovido de recursos. Isso pode ser um empecilho a curto, ou até, longo prazo.

Segundo nos informou o prefeito Roberto, na tarde de ontem, ainda na sede da Secretaria de Habitação, a conversa com o secretário teria sido no sentido de soluções definitivas, e não, paliativas.

“O que tiver em nosso alcance fazer para vermos solucionado este problema, nós vamos fazer. É muito difícil consertar falhas decorrentes de outros. Seria muito mais fácil se tivéssemos sido nós a iniciarmos as obras, isso não aconteceria com certeza, e o projeto seria outro- completo”. Destacou Roberto.

-Foi possível ainda, junto a secretaria, a liberação da penúltima parcela referente às medições já realizadas nos lotes. O valor de R$ 468.847,99 (quatrocentos e sessenta e oito mil oitocentos e quarenta e sete reais e noventa e nove centavos), foi creditado em conta para pagamento das obras já concluídas.

-Altinópolis caminhou a passos largos no sentido de dar solução definitiva ao loteamento, mas, com responsabilidade. Não basta sortear terrenos sem a mínima condição de habitação. É necessário que projetos dessa importância, tenham como fulcro, as possibilidades do contemplado, sem as quais, os lotes, poderão não passar, de lotes. Há que se criar também, alguma forma de possibilitar as construções num padrão mínimo de razoabilidade. Não basta sortear terrenos, sem dar condições para que sejam neles, as casas construídas por seus futuros moradores, e sem contar até com o mínimo: Galerias de águas pluviais e sistema de iluminação pública. Como é o caso em tela.

Em minha visão muito particular. “foi um erro este loteamento, na forma “atabalhoada” como foi feito”.

 

Ademir Feliciano             

Artigo Anterior

Diário Eletrônico Oficial do Município de Altinópolis.

Próximo Artigo

O Melhor Prefeito do Brasil integrará Equipe do Governo do Estado

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *