Tirando da reta!

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

Em mais um comunicado esdrúxulo a prefeitura de Altinópolis repassa para mutuário, responsabilidade que é sua!

alt 

É impressionante!

Segundo nota oficial lançada em seu site no dia 23 de março de 2016, a prefeitura de Altinópolis informa aos mutuários das recém entregues casas populares (CDHU E Minha Casa Minha Vida) que após reclamações de alguns munícipes do bairro “Edmar Vicentini”, estes, os próprios mutuários deverão entrar em contato com a empresa construtora das casas, “Construtora Infratécnica” com documentação em mãos e solicitar os reparos. “Péra lá”….! REPAROS? As casas recém foram entregues! Já carecem de reparos?

Inadmissível!

Diz a nota, que após contato do mutuário, a construtora enviará equipe técnica para realizar os reparos que forem de sua competência. Um absurdo! Se há algo a ser reparado, claro que é de total competência da construtora. Isso não impede porem, que a própria prefeitura municipal cientifique a construtora e exija dela reparos imediatos. Sim! Afinal quem licitou a obra? Quem adjudicou e contratou a construtora? Foram os mutuários?

Os valores estão sendo invertidos! Claro que em se tratando de obra contratada pela prefeitura de Altinópolis, não seria de estranhar, que já estivesse em mal estado. Haja vista a quadra esportiva do CSU!

Agora porem, estamos falando de casas populares. Residências que abrigam famílias. Moradias que devem ter por escopo, dar dignidade ao morador e sua família.

Foram entregues há muito pouco tempo. Não há intempérie que venha justificar degradação. O que fizeram lá? Isso é muito grave! Cabe averiguação mais minuciosa. Quem acompanhou a obra? Onde estava o poder público?

Grave!

Empurraram para você pobre mutuário. Você vai ter que se virar com a construtora. Quando não se tem governo digno e honesto, os resultados são estes.

“Pior que ser governado por um louco, é ser governado por um louco desgovernado”!

Tivéssemos nós, uma câmara municipal comprometida com a população, isso não estaria ocorrendo.

É lamentável.

Ademir Feliciano

Artigo Anterior

“Buraco do Nanão” completa um ano. Infeliz aniversário!

Próximo Artigo

Se não chove falta água, porém, se chove, falta água também. Essa é Altinópolis!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *