Sempre Lula! Por Edison Vicentini Barroso

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

Sempre Lula

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente do Brasil, é daquelas figuras que marcam! Arrogante, desdenha de tudo e de todos, supondo-se acima do bem e do mal. Sistematicamente, age com bravata – como se com todos pudesse! Disse, e reafirma, se orgulhar de que não há ninguém mais  honesto que ele. Em suma, acha-se o cara!

E, depende do ponto de vista, o é! Cara-de-pau, a deixar um legado de  maus exemplos ao País, num processo de desconstrução do estado  brasileiro de que se não tem notícia. Mola-mestra do esquema de desgoverno do Brasil e do desassossego do povo, tenta de tudo para salvar o projeto de poder do PT (Partido dos Trabalhadores).

Crê-se intocável! Sobretudo, com as instituições que aí estão. Sequer admite ser investigado, apesar das muitas evidências de comprometimento pessoal nos descaminhos da Nação. Que o digam delações premiadas na Operação Lava Jato – especificamente, de Nestor Cerveró e Fernando Baiano, no episódio de empréstimo fraudulento ao PT.

Seu amigo, o empresário José Carlos Bumlai, hoje preso e que serviu para lavar a operação, confirma sua condição de laranja. O grupo Schahin, que emprestou o dinheiro, revela haver dispensado o PT do pagamento  da dívida mediante liberação de US$ 1,6 bilhão (um bilhão, seiscentos  milhões de dólares) para operar navio-sonda da Petrobras. Esta, na prática, pagou o empréstimo ao PT! Por isso, Cerveró ganhou de presente, de Lula, cargo na BR Distribuidora – do que confirmado por Baiano.

Na denúncia contra o deputado Vander Loubet (PT-MS), Rodrigo Janot, procurador-geral da República, informa que Lula dividiu as diretorias da BR Distribuidora entre o senador Fernando Collor (PTB-AL) e o PT. E todas serviam ao regular pagamento de propina. Explicando-se, Lula diz que as nomeações seriam de responsabilidade dos partidos. Ao que se vê, ele só fazia a divisão dos feudos – na expressão do jornalista Reinaldo Azevedo.

Por nada, o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) foi investigado.  Porque se tratasse de lorota, o inquérito foi arquivado. Outras declarações, tornadas públicas, também envolvem Lula. E, por mais apareçam indícios veementes de sua ligação com os porões da República, o que acontece? Nada! Absolutamente nada! Como se fosse um ser à parte, as instituições o mantém à distância de qualquer investigação. Péssimo sinal!

Indaga-se: Janot e a Polícia Federal têm medo de Lula? Ele, base do PT, que se encarregou de mergulhar o Brasil numa crise moral, econômica e política sem precedentes, diz orgulhar-se de criar ‘mecanismos para que nada fosse jogado debaixo do tapete’. Há quem acredite nisso? A imbecilidade vai a este ponto?

A corrupção foi institucionalizada com a chegada dos petistas ao poder e a inexistência de qualquer inquérito contra Lula, ao invés de referendá-lo como modelo de integridade de caráter, dá a dimensão da desmoralização da Operação Lava Jato e das instituições brasileiras.

Fica muito claro do cunho seletivo das investigações, que haveriam de servir para todos. Faço coro com Reinaldo Azevedo, quando afirma que uma  operação  que destrói  Eduardo  Cunha,  inda que por bons  motivos, e

nem mesmo apura irregularidades envolvendo Lula, está a serviço do statu quo – a serviço do PT!

E Lula, dizendo-se o mais honesto dos homens sobre a terra, ousa ir além, ao expor: ‘Duvido que tenha um promotor, delegado, empresário que tenha coragem de afirmar que eu me envolvi em algo ilícito’. Bate no peito e desafia: ‘Vem me pegar se for homem’. E nenhum se apresenta! Havê-los- ão no Ministério Público Federal?

E Lula, que tanto mal fez e faz ao Brasil, continua dizendo-se o mais honesto dos homens! Mãos limpas, eis o diferencial duma vida! E o brasileiro de bem, cumpridor de seus deveres e pagador de impostos, sente- se indignado e humilhado com a afirmação de honestidade de Lula.

A Vida mostra quem é quem! Conhece-se da árvore por seus frutos, diz Jesus! Conhece-se dum homem por suas atitudes – digo eu! E como Lula se tem dado a conhecer!

Agora, numa débil tentativa de intimidação, vem a público e diz que vai processar todo mundo, para colocar ordem na casa. Com que autoridade? Muitos, nele não a reconhecem! Então, que se processe a todos! O Brasil tem homens, Lula. Num nível que, com certeza, pessoas de sua estirpe desconhecem.

Aliás, no seio do povo, há homens bem melhores que Lula, que trabalham de verdade, pela verdade e sem vaidade, para o bem da terra que lhes serve de berço! São os que não enriquecem com o cargo ocupado, a não se conformarem com o viver despreocupado de quem só pensa em seu ego satisfazer.

Lula, o mais honesto de todos, ataca as delações premiadas, que lhe podem desnudar as ações, dando-o a conhecer inda mais ao povo brasileiro. Lula ataca a imprensa, quando dele não fala bem! E quer ser presidente de novo! Sempre Lula! Lula sempre? Até quando?

Edison Vicentini Barroso – magistrado e cidadão brasileiro.

Artigo Anterior

Câmara de Altinópolis informa: As contas de 2012 chegaram!

Próximo Artigo

Ex-prefeito de Altinópolis e mais 15 da região são enquadrados na Lei da Ficha Limpa e perdem os diretos políticos.

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *