Contenções de gastos deverá resultar em demissões na prefeitura de Altinópolis!

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

“Devido à queda de arrecadação, a Prefeitura de Altinópolis toma medidas para conter gastos, devido a insuficiência financeira e orçamentária que está afetando todo o poder público – Governo Federal, Governos Estaduais e Governos Municipais”.


 

A prefeitura do município de Altinópolis/SP, publicou em seu site oficial no dia 29/10, medidas que visam, segundo a matéria, conter gastos e aumentar a arrecadação interna.

-A primeira das medidas, foi solicitar autorização dos vereadores para suplementação orçamentaria de mais de um milhão e trezentos mil reais como remanejamento das dotações

-Outra medida, foi a redução dos períodos do ônibus coletivo. De acordo com a medida, o coletivo diminuirá o número de “voltas”, além de diminuição do transporte aos sábados e suspensão total no domingo. Ou seja, domingo não haverá mais ônibus. Tentam amainar o fato alegando que: “Em virtude da diminuição do poder aquisitivo da população a tarifa fica isenta de pagamento, ou seja, transporte coletivo gratuito”.

Está determinado a partir de agora como se faz com os outros serviços, o corte da água dentro da legalidade de cada caso e situação familiar”.

Os inadimplentes com as contas de água, terão seu abastecimento cortado, segundo a nota. Justificam dizendo que serviços não tão essenciais como TV a cabo, celular e outros, a população não atrasa, mas a água do município, que seria uma das mais baratas da região, a população não paga. “Por isso solicitamos aos devedores da água que procurem a Prefeitura para acertarem as suas contas. Caso contrário aplicaremos as atitudes dentro da legalidade da mesma forma que as companhias que realizam os outros serviços ao consumidor, descritos acima”.

Devedores do IPTU, terão seus nomes mandados para o cartório para protestos. “Portanto, os devedores de IPTU deverão procurar a Prefeitura para acertar os seus débitos”.

Diminuição do consumo de energia nos prédios públicos. A prefeitura informa que não consegue pagar em dia suas tarifas, e, costumeiramente, tem que negociar com a companhia para evitar o corte nos serviços.

Todos os transportes públicos (veículos do município) serão interrompidos nos finais de semana. Apenas os veículos da saúde continuarão em operação nestes períodos. MOTIVO: Aumento no preço dos combustíveis.

Extinção (demissão) dos profissionais do programa mais educação do governo federal. Neste caso, a função do Professor Coordenador Pedagógico deixa de existir, cabendo aos diretores e vice-diretores das escolas municipais, o acumulo de mias esta função.

Suspensão de todos os contratos com estagiários que a prefeitura mantinha há mais de dez meses. Estão todos fora da administração.

Ação de demissão de cargos comissionados: -“Essa eu quero ver”!

Corte de todas as horas extras que não forem autorizadas por superior competente, bem como, as que não forem devidamente justificadas.

“O custeio da Prefeitura aumentou mais do que a arrecadação financeira realizada até o presente momento e não temos ainda esperança de melhoras neste comportamento da economia”. Justifica ao final.

 

Comentemos:

 

Eles arrombaram a porta e nós vamos trocar a fechadura”?

Contenção de despesas em momento de crise, é mais que plausível e necessário, porém, não podemos nunca esquecer do modelo político implantado em Altinópolis, desde o ano de 2009 até agora. Senão vejamos: A quantidade exorbitante de cargos de “confiança”, cargos políticos arranjados pelo prefeito, pelos vices, pelos vereadores de situação, com o único objetivo de futuros votos. Salários vultosos com, na maioria das vezes, desvio de função. Diretores de departamento em todas as secretarias. Secretários dos mais diversos em áreas que sequer dominam. (Basta entrar no site oficial e conferir quem está aonde). Até o “Padre Cardoso” teve cargo de confiança! Essa administração é séria?

Citam as inadimplências com tarifas de água e IPTU, quase que colocando a população como responsável direta pela crise financeira a que a prefeitura atravessa. Vão cortar a água de quem não paga e protestar os IPTUs; e na mesma nota, alegam que devido ao baixo poder aquisitivo da população, o transporte coletivo passa a ser gratuito. Não fosse só isso, a prefeitura que precisa arrecadar, isenta de IPTU as mais de quatrocentas casas recém entregues nos programas “Minha Casa Minha Vida” e CDHU. Uma incoerência sem precedentes!

Tudo o que está acontecendo, somado ao momento de crise que o país enfrenta por culpa do desgoverno federal e estadual, é também e principalmente, reflexo da má gestão instituída no município de Altinópolis. O desrespeito para com o erário, os desmandos de gastos absurdos, as contratações sem licitação e sem necessidades aparentes, as viagens de avião para lá e para cá, inclusive da família do prefeito, a contratação de escritórios de advogados dos mais caros do estado para defenderem o prefeito nos processos a que reponde por atos de improbidade administrativa e desvio de dinheiro público.

Isso sim, levou a cidade ao caos!

A falácia criada para engambelar o SUS com mais de 700 mil atendimentos mentirosos, rendeu um valor indevido de mais de oito milhões de reais, que agora, está sendo devolvido. A devolução acontece por meio de verbas que o SUS estaria mandando ao hospital, mas que; por conta da “MENTIRA CRIADA”, hoje não repassa mais nada até que o saldo seja zerado. Com isso: nem partos mais são feitos no município! Quem levou a cidade a este estado de “FALÊNCIA TOTAL E ABSOLUTA”, foi o prefeito Nanão, seus vices, e também, os vereadores que sequer, sabem o que votam. Os que sabem, votam porque sabem, e os que não sabem, não sei o que fazem por lá.

Essa bola de neve vem sendo aumentada há muito tempo. Uma hora tornar-se-ia insustentável, e essa hora chegou. Sabe quem vai pagar mais este pato abusivo? Você, eu, todos nós; juntinhos e misturados!

As demissões ocorridas e as previstas para ocorrerem, trarão ao município, mais inadimplência, devido ao desemprego em massa que isso resultará.

Sem emprego, porque aqui não se cria empregos, o antes servidor, será mais um a clamar por algo que lhe permita cumprir com seus compromissos. “UMA PENA”, de verdade!

O desgoverno perene, com o tempo, quebra, e quem se arrebenta; é a população.

Poxa vida! Eu diria: “NUNCA MAIS A ESSA GENTE”! Nunca mais mesmo.

A crise está aí. Instituída, e, protagonizada por aqueles que você ajudou a eleger.

É isso aí! Vamos correr para pagar nossa água e nosso IPTU atrasados, senão, mais dor de cabeça virá em cima de nós. Analisando friamente a situação, chego a crer que os responsáveis por tudo, na verdade, somos nós mesmos. (Eu não votei), pois, a maioria votou nisso que está aí!

Abaixo, disponibilizamos o texto copiado do site oficial da prefeitura, na íntegra, inclusive mantendo os erros gramaticais ou de digitação.

 

Ademir Feliciano

—————————————————————————————————————————–

“Prefeitura de Altinópolis adota medidas de contenção de gastos”

29 de outubro de 2015

Devido à queda de arrecadação, a Prefeitura de Altinópolis toma medidas para conter gastos, devido a insuficiência financeira e orçamentária que está afetando todo o poder público – Governo Federal, Governos Estaduais e Governos Municipais.

Medidas tomadas:

01 – Envio de Projeto de Lei a Câmara de Altinópolis pedindo suplementação orçamentária para realização de remanejamento de valores de dotações orçamentárias.

02 – Envio de Projeto de Lei a Câmara Municipal mudando o transporte coletivo urbano, diminuindo o número de voltas, concentrando no período da manhã, almoço e termino do expediente (final da tarde e início da noite) diminuição do transporte aos sábados e suspendendo o transporte aos domingos. Em virtude da diminuição do poder aquisitivo da população a tarifa fica isenta de pagamento, ou seja, transporte coletivo gratuito.

03 – Cobrança intensiva da tarifa de água. A tarifa de água do município de Altinópolis é uma das mais baixas da região e existe um número de inadimplentes muito maior do que a inadimplência nas tarifas de telefone fixo e celular, internet, TV paga e energia elétrica, estes serviços são cortados com o atraso dos pagamentos, no município de Altinópolis estamos sendo generosos não cortando o fornecimento de água, que é injusto, tanto para os que pagam em dia quanto para aqueles que não atrasam o pagamento de outros serviços mas atrasam o da água, que é o mais importante e essencial. Então está determinado a partir de agora como se faz com os outros serviços, o corte da água dentro da legalidade de cada caso e situação familiar.

Por isso solicitamos aos devedores da água que procurem a Prefeitura para acertarem as suas contas. Caso contrário aplicaremos as atitudes dentro da legalidade da mesma forma que as companhias que realizam os outros serviços ao consumidor, descritos acima.

Estamos também encaminhando para o Cartório de Protesto os devedores de IPTU. O IPTU de Altinópolis é um dos mais baratos da nossa região. Portanto, os devedores de IPTU deverão procurar a Prefeitura para acertar os seus débitos.

04 – Diminuição do consumo de energia elétrica nos vários locais e prédios da Prefeitura de Altinópolis, a iluminação pública subiu assustadoramente e atualmente é um dos gastos maiores que a Prefeitura tem com a CPFL e estamos a cada mês negociando os pagamentos com a gerente regional para evitar termos cortes tanto na iluminação pública de ruas e praças quanto na iluminação de prédios da Prefeitura, quanto no bombeamento de água. Nestes casos ainda podemos tomar medidas mais radicais, se necessário.

 

No momento atual em alguns municípios as luzes de praças estão sendo apagadas de forma rotativa.

05 – Os combustíveis subiram muito acima da inflação. Portanto serão suspensos todos os serviços de transporte nos finais de semana a partir de agora, somente serão mantidos os transportes de fim de semana na área da saúde.

06 – Diretores e Vice-diretores das escolas municipais assumindo o papel que era antes o papel do Professor Coordenador Pedagógico.

O programa do Governo Federal, + educação, atrasou a liberação da segunda parcela neste segundo semestre e não pagou até o presente momento e portanto teremos que reorganizar o programa + educação nas escolas municipais, inclusive com perda financeira de carga horária e em alguns casos a extinção do trabalho dos profissionais deste programa.

07 – A Secretaria Estadual de Saúde não paga regularmente o PABinho que é referente ao custeio de atenção básica a saúde, estrangulando o financiamento do sistema de saúde.

08 – Suspensão a partir de agora de todos os contratos de estagiários que atuam através da Prefeitura de Altinópolis, pois já completamos 10 meses de ano letivo e por isso completamos 10 partes em 12 de pagamentos, beneficiando os estagiários.

09 – Iniciamos a ação de demissão de cargos comissionados.

10 – Controle rigoroso de horas extras para servidores públicos municipais. A partir de agora o servidor terá que requisitar previamente a necessidade de fazer hora extra e terá que obrigatoriamente ter a autorização do Diretor de Departamento e do Secretário Municipal aos quais o servidor esteja vinculado no organograma da Prefeitura. Sem esses procedimentos prévios o departamento de RH da Prefeitura não vai pagar essa remuneração.

Essas são as medidas iniciais já tomadas e outras que forem necessárias serão realizadas dependendo das próximas informações da execução orçamentária financeira, tendo em vista que nos últimos meses as previsões feitas pelos Governos Estadual e Federal não tem se realizado e a cada semana estamos sendo surpreendidos com queda dos valores financeiros previstos, dificultando assim a administração financeira. O custeio da Prefeitura aumentou mais do que a arrecadação financeira realizada até o presente momento e não temos ainda esperança de melhoras neste comportamento da economia.

Nas casas e no seu ambiente familiar não está acontecendo o mesmo?

Cada um de nós não está tendo que reduzir despesas com as suas famílias no decorrer deste ano?

Na próxima semana nós vamos informar as reduções de gastos que foram feitas pela Prefeitura de Altinópolis no decorrer deste ano desde o agravamento na queda das atividades econômicas em todo o pais.

 

Agradecemos a compreensão da população altinopolense pelas medidas já adotadas e também para as que forem necessárias serem adotadas daqui para frente.

Fonte: Site oficial da prefeitura de Altinópolis.

 

 

 

 

 

Artigo Anterior

Cargos de confiança do prefeito “Nanão”, deixam a folha de pagamento “INSUSTENTÁVEL”!

Próximo Artigo

Essa foi “Graças ao Zé Cristino”!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *