Altinópolis está preparada para receber tanta chuva?

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:


(Algumas das fotos foram retiradas da rede social “Facebook”)

As chuvas torrenciais que desabaram sobre Altinópolis na tarde de ontem, 30/03, ascenderam a luz vermelha par o quanto despreparado está o município par receber e suportar catástrofes naturais.

O temporal foi de intensidade significante, causando transtornos em toda cidade.

O jardim Luiza teve mais uma vez, suas ruas alagadas. A falta de bueiros para escoamento de aguas pluviais no bairro, contribuíram para os alagamentos.

No distrito industrial, local há tempos abandonado pelo poder público, o estrago foi visível. Tudo alagado! Vale lembrar que a incoerência da administração municipal, está construindo uma creche no local. Muito provavelmente, se tudo permanecer como está, quem vai sofrer as consequências serão as crianças, os professores e os pais.

O caso mais grave se deu na Rua Coronel Honório Palma, onde uma cratera se abriu, engolindo literalmente todo calçamento, guia (meio fio) e por pouco não levou junto a própria rua.

O local encontra-se interditado, pois, há grande perigo de afundamento do asfalto que já está todo rachado.

Carecerá, por parte da prefeitura municipal, investimento volumoso naquele trecho de rua. Apercebe-se claramente que o assoreamento vem de fora pra dentro. A terra embaixo do asfalto foi carregada em boa parte da rua, deixando o local intransitável. Mais uma chuva como a de ontem (oxalá não ocorra) e a rua será levada buraco a dentro.

Não podemos fazer dessa quase tragédia, motivo de ataques infundados a administração local, porém, uma coisa deve sim ficar muito clara. “Altinópolis não se preparou adequadamente para suportar volume de aguas”. Basta um pequena chuva e bairro inteiros são alagados. Nossa rede de escoamento de águas pluviais é deficitária. Há inclusive bueiros que não levam a água a lugar nenhum. Sem contar as redes de esgotos que em muitos casos, retornam a sujeira para dentro das casas.

Altinópolis não tem um plano diretor de crescimento para o município. Bairros são formados, casas são construídas, asfaltamentos, calçadas; a cidade se torna cada vez mais impermeabilizada e água não tem para onde escoar. Resultado: leva tudo o que encontrar pela frente.

O sinal de alerta foi dado. Outra chuva como a de ontem, Altinópolis não vai suportar.

Tomara não ocorra. Tomara também, os homens do poder altinopolense, comecem a destinar os valores dos cofres públicos para coisas realmente relevantes. Enxugar a máquina pública dos cargos de “CONFIANÇA” e seus salários estratosféricos, já seria um bom começo para que o dinheiro sobrasse e pudesse ser investido em infraestrutura.

Realmente a chuva foi muito forte. Mas o município é totalmente carente de estrutura digna para suportar. A chamada “Reserva de Contingência”, valor que fica reservado nos cofres públicos para atender situações dessa monta; em Altinópolis está prevista em R$ 7.481.000,00. Vamos começar a mexer nesse valor em prol da cidade? Já passou da hora!

-Tomara não chova mais hoje, tanto quanto choveu ontem. Mas se chover……

 

Ademir Feliciano

 

 

Artigo Anterior

Prefeitura de Altinópolis e Spel Engenharia perdem ação judicial para moradores do Jardim Luiza.

Próximo Artigo

Tribunal de Contas aponta possível irregularidade em contratação de funcionários pela prefeitura municipal de Altinópolis.

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *