//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

Policia Federal é acionada para o caso dos mais de 700 mil atendimentos no Hospital de Altinópolis.

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

 

A ex- administradora do Hospital de Altinópolis, Carmen Aparecida Martins Milani Barufaldi,

aciona a Policia Federal e faz denuncias sobre os mais de 700 mil atendimentos declarados pelo Hospital de Misericórdia de Altinópolis em janeiro de 2013.

 

 

Aos Cuidados

POLÍCIA FEDERAL DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO/SP.

IMPRENSA NACIONAL = DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO NÚMERO 193 – DOU – 04.10.13 – SEÇÃO 1 – P.104

MINISTÉRIO DA SAÚDE = GABINETE DO MINISTRO

PORTARIA NÚMERO 2.035, DE 17 DE SETEMBRO DE 2013

NO ARTIGO 04, O VALOR DA PRODUÇÃO DE MÉDIA COMPLEXIDADE A SER CONTRATADO, PODERÁ CONSIDERAR A PRODUÇÃO APRESENTADA NA SÉRIE HISTÓRICA COMPREENDIDA ENTRE JUNHO DE 2012 E MAIO DE 2013. A PRODUÇÃO APRESENTADA SERÁ REALIZADA EXCLUSIVAMENTE POR MEIO DAS BASES DE DADOS OFICIAIS DO SUS. DADOS DE PRODUÇÃO DAS INTERNAÇÕES E AMBULATORIAIS CONSTANTES DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO OFICIAIS DO SUS.

NO ARTIGO 03 – O IAC SERÁ CORRESPONDENTE A 50% (CINQUENTA POR CENTO) DO VALOR CONTRATADO ENTRE O GESTOR DE SAÚDE RESPONSÁVEL E O ESTABELECIMENTO HOSPITALAR PARA MÉDIA COMPLEXIDADE.

O Hospital de Misericórdia de Altinópolis foi contemplado com R$8.094.989,64 (OITO MILHÕES, NOVENTA E QUATRO MIL, NOVECENTOS E OITENTA E NOVE REAIS E SESSENTA E QUATRO CENTAVOS), o maior valor de IAC de todo território nacional, o maior IAC de todos os hospitais do Brasil.

Sendo faturamento mensal do Hospital de Misericórdia de Altinópolis, contratado com o gestor de saúde de Altinópolis è (Secretaria Municipal de Saúde de Altinópolis) é de R$112.941,42.

No artigo 03 esclarece que serão 50% do valor contratado.

50% de R$112.941,42 é de R$56.470,71 = Total de agosto a dezembro de 2013 o Governo tinha que liberar o valor de incentivo de R$ 56.470,71 x 05 meses = R$282.353,55

Para Altinópolis foi repassado 03 parcelas de R$790.000,00 (setecentos e noventa mil reais) = R$ 2.370.000,00 (dois milhões e trezentos e setenta mil reais).

Valor fixo do Mac (Média e Alta complexidade) contratado = R$112.941,42 x 12 meses = R$1.355.297,04

Valor total do IAC = R$56.470,71 x 12 parcelas = R$960.002,07

TOTAL NO ANO = R$2.315. 299,11 (dois milhões, trezentos e quinze mil, duzentos e noventa e nove reais e onze centavos).

Foi contratualizado para o ano de 2014 = R$8.094.989,64 (OITO MILHÕES, NOVENTA E QUATRO MIL, NOVECENTOS E OITENTA E NOVE REAIS E SESSENTA E QUATRO CENTAVOS).

 

Assim sendo, solicito ao Ministério da Saúde, através de Excelentíssimo Ministro Dr. Arthur Chioro, reanálise no convênio do Hospital de Misericórdia de Altinópolis, pois não concordo com o repasse pago para cidade de Altinópolis, e que com certeza não houve conferência na série histórica por parte do ministério ao liberar tal valor.

 

A conferência a que me refiro é a quantidade de procedimentos apresentados no faturamento, retiram-se as glosas e a série histórica dos hospitais passam a ser o aprovado no DATASUS.

 

Como no artigo 04 deixa claro que = PODERÁ CONSIDERAR A PRODUÇÃO APRESENTADA NA SÉRIE HISTÓRICA COMPREENDIDA ENTRE JUNHO DE 2012 E MAIO DE 2013, aparece misteriosamente um número 7 na frente da quantidade de atendimentos apresentados de 10.254 alterando para 710.524 atendimentos realizados no hospital de Altinópolis em fevereiro de 2013, prova desta alteração que somente consegui obter no dia 14 de maio/14 com ajuda do Dr. Edson da Federação dos Hospitais.

 

Causando-me estranheza do valor, procurei a Secretária de Saúde do município de Altinópolis Sra. Luciana Aparecida Nazar, quem efetuou todo projeto e disse que o valor estava errado, onde a mesma respondeu que estava tudo certo e que havia sido publicado no diário oficial. Procurei os vereadores que também assinaram o projeto e o conselho de Saúde e expliquei que o valor estava errado e então os vereadores solicitaram reunião na Câmara Municipal onde a Secretária Municipal de Saúde Sra. Luciana Aparecida Nazar, explicou novamente que estava tudo certo e que Altinópolis não tinha que devolver dinheiro nenhum para o Ministério e tais reuniões aconteceu várias vezes e ela dizendo sempre que está tudo certo.

 

Assim sendo, solicitei minha demissão no dia 02 de maio e com a prova que houve alteração de 710.524 atendimentos no hospital e que o valor está errado, realizei carta de denuncia na DRS XIII (Delegacia Regional do SUS) na Avenida Independência – 4770 no setor de ouvidoria e agora na Polícia Federal.

 

Declaro que não estava conveniente com o valor repassado pelo Ministério da Saúde ao Hospital e como Administradora do Hospital de Altinópolis, desde o mês de Janeiro estou tentando explicar e angariar provas deste erro e ouvindo humilhações e palavras de baixo calão.

 

Estou solicitando em caráter emergencial revisão dos valores pelo Ministério da Saúde e que a Prefeitura e o Hospital devolvam o dinheiro recebido a maior.

 

Atenciosamente,

 

Carmen Aparecida Martins Milani Barufaldi

 

 

Batatais, 20 de maio de 2014.

______________________________________________________________________

 

Artigo Anterior

Hospital de Altinópolis recebe verba ‘indevida’ do SUS

Próximo Artigo

Mais detalhes sobre a possibilidade de desvio de dinheiro do SUS no Hospital de Altinópolis.

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.