Escutas telefônicas mostram conversas com teor sexual entre pastor e fiéis

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

 

Escutas autorizadas pela Justiça e reveladas pelo jornal “Extra” mostram o pastor Marcos Pereira tendo conversas de alto teor sexual com fiéis da Assembleia de Deus dos Últimos Dias.

Veja o conteúdo das quatro escutas reveladas pelo “Extra”:

Escuta 1

Pastor Marcos: Saudade do teu rabo

Fiel 1: Tá nada.

Pastor Marcos: Não sou mentiroso. Coisa que fico bolado é quando me desmente.

Escuta 2

Fiel 2: Onte, coloquei um negócio muito legal, que o senhor ia amar, eu acho.

Pastor Marcos: (risos)

Fiel 2: Pra você ver

Pastor Marcos: Fica ligada, fica ligada, tá?

Fiel 2: Mas era por baixo

Pastor Marcos: Mas tem que ficar ligada, entendeu?

Escuta 3

Pastor Marcos: Faz o pagamento e, depois, tu pega aquela sem vergonha, a Fabiana e leva ela

Escuta 4

Pastor Marcos: Tô, tô tomando banho.

Fiel 3: Sério? Poxa… Queria ir aí te ajudar

Pastor Marcos:  (…)

Fiel 3: Sério?

Pastor Marcos: Vem embora pra cá.

Fiel 3: Só vou conseguir ir na hora do evento.

Pastor Marcos: Vem embora logo.

Fiel 3: Tá aí sozinho?

Pastor Marcos: Não.

Fiel 3: Tá. Beijo, te amo.

Fonte: Yahoo noticia.

Comentemos:

Isso é homem de Deus? Quantos assim que você conhece? Olha o canalha agindo em nome de um Deus que não existe para ocultar seu lado criminoso.

Você ainda vai La, coloca seu terninho surrado aos domingos e deposita na sacolinha desses bandidos, seu suado dinheirinho. Você é um trouxa!

Para, pensa e reflita. Usa esse dinheiro do dizimo para melhorar a vida de sua família e de seus filhos. Da o de melhor para eles, não para os bandidos da bíblia.

Entendam o sentido do que escrevo. Não generalizo, mas que a maioria é canalha, isso é.

Olha o que um pastor fez e faz! PASTOR? Pastor é o cacete. Isso é bandido.

Ademir Feliciano e Roberto Donizete Teixeira da Rocha- meu fiel discípulo. Só que entre nós, não tem dizimo.

 

Artigo Anterior

“Alfalix” rompe contrato com a prefeitura e pega o caminho da roça!

Próximo Artigo

E a “CEI” dos postos de saúde, vai ou não vai?

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *