EXPOAL OU “EXPLORAL”????

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

 

Um verdadeiro abuso ao direito do consumidor.

A tradicional festa Expoal de Altinópolis, em sua 34º edição está causando um verdadeiro desconforto no bolso de consumidores (frequentadores da festa) e os barraqueiros (comerciantes que La se estabeleceram).

O motivo par o desgaste, é o abusivo custo final da cerveja e a unificação da marca. A única cerveja vendida na festa é a kaiser e seu preço R$ 3,00 a latinha.

Os comerciantes reclamam que no comercio local da cidade, a mesma cerveja está sendo vendida a R$ 0,99 e no recinto da festa estão sendo OBRIGADOS a comprar por R$ 2,00, ou seja, mais de cem por cento acima do valor de mercado e que por isso estão vendendo a R$ 3,00, por imposição do detentor dos direitos no fornecimento.

O monopólio da marca e de distribuidor é outro fator de reclamações tanto de comerciantes que nos procuraram, quanto populares que dizem estar pagando caro por cerveja de baixa qualidade.

Levando em conta o valor de mercado da cerveja e o preço final ao consumidor na festa, a diferença atinge mais de duzentos por cento, uma afronta ao código de defesa do consumidor.

Outro grave ponto está na unificação da marca. Monopólio instituído em prol da Kaiser. Onde está a liberdade de escolha das marcas que deve ser garantia de bons serviços prestados ao consumidor? Preço abusivo e única marca: ou compra ou compra e pronto! Só tem ela.

Motivo de irritação coletiva entre os comerciantes é a obrigatoriedade de comprar a mercadoria (cerveja) de uma única empresa. Não dão direito de escolher entre os melhores preços da cidade e com isso baratear na hora da venda ao consumidor.

Os comerciantes alegam ainda que pagam aluguel das suas respectivas barracas, outros pagam funcionários e o prejuízo já pode ser sentido.

Quem estaria levando o grosso dessa historia? Os comerciantes juram que eles não estão!

Uma festa popular, tradicional e que tem na sua intenção precípua atender uma população tão carente de lazer e diversão, não pode explorar esta mesma população desta forma. Estão simplesmente enfiando goela abaixo das pessoas, a decisão de poucos, o lucro de poucos e com isso um descontentamento geral.

A muitas edições isto vem ocorrendo segundo informações que colhemos. Inclusive o distribuidor atual, seria o mesmo de outras edições, o que nos leva a crer que as cartas já estriam marcadas.

Eu só não consigo imaginar, como a EXPOAL vem dando prejuízo de centenas de milhares de reais em todas as suas edições. Tem algo muito errado ai e precisa ser corrigido.

Não se pode usar de artifícios que venham no frigir dos ovos, prejudicar o principal motivo da festa popular: O POVO! Não se pode dizer que esta festa é do povo e para o povo quando o povo é o único prejudicado.

Levamos em consideração o fato de que em festas deste porte, naturalmente as coisas tendam a ser cobradas um pouco mais caras que o mercado, porem, com tamanha diferença já se torna abuso.

Uns podem dizer: cerveja não é item de primeira necessidade e deve ser cobrada caro sim! Eu até concordo, mas desde que cobrada de forma equânime no mercado geral. O que eu não concordo e creio que a população também não, é ter que pagar três vezes mais pelo mesmo produto, na mesma cidade e pior, em festa popular. Ai não da!

Eu me arrisco a dizer que alguém está se dando muito bem à custa da exploração praticada na EXPOAL.  Caberia uma averiguação do PROCOM nessa festa. O abuso está a olhos vistos.

Fica aqui registrada nossa posição e o mais importante, a reclamação de consumidores e comerciantes.

A fotografia que ilustra esta matéria é real, de um mercado da cidade, que subtraímos o nome por questão de propaganda.

Expoal ou “Exploral”? RESPONDA!

Em tempo! Uma boa sugestão para fugir do atravessador, é fazer como fez um grande amigo meu. Passou antes em um posto da cidade, comprou uma duzia da cerveja de sua preferencia, colocou em uma caixa térmica, foi à festa e saboreou a cerveja de seu gosto com preço justo.Pagou segundo ele, R$ 20,00 na duzia geladinha, se fosse na festa pagaria R$ 36,00 e não seria a marca de sua preferencia.

Ta ai a dica!

 

Ademir Feliciano

 

Artigo Anterior

Dando o crédito a quem merece!

Próximo Artigo

6 X 0 Fora o Baile!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *