Nanão interfere em reportagem da EPTV e agride ex funcionária.

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

Nanão interfere em reportagem da EPTV e agride ex funcionária.

Mais uma vez o prefeito “Nanão” protagoniza cena vexatória em Altinópolis.

A rede de televisão EPTV esteve ontem na cidade de Altinópolis a fim de fazer matéria sobre o consumo de Crack no município, e para isso, solicitou a participação da Psicóloga Sandra Regina, com larga experiência no atendimento aos dependentes.

Tudo corria muito bem, a matéria estava sendo produzida sem sobressaltos, pessoas eram entrevistadas com a participação da psicóloga que conhece os dependentes e seus familiares e conduzia assim a equipe de reportagem.

Ao chegarem no Hospital de Misericórdia para colher entrevista de um paciente que recebera alta, a equipe de TV foi surpreendida pelo prefeito Nanão e pelo advogado da prefeitura Evaldo José Custodio , ambos alterados e com palavras ofensivas a psicóloga.

Vale lembrar que paciente estava na parte de fora de Hospital, já estava até de alta.

Segundo Sandra e mais um numero de pessoas que assistiam a entrevista, o prefeito chegou tomando conta da cena.

Teria dito que a partir daquele instante a entrevista seria com ele, e teria indagado o repórter sobre quem havia chamado a televisão.

Tanto o prefeito quanto o advogado teriam sido hostis com Sandra. O prefeito inclusive teria dito que Sandra não prestava e solicitara ao repórter que puxasse sua “capivara” (ficha policial).

O repórter teria se irritado com a atitude do prefeito e teria dito que foi a EPTV quem procurou Sandra, e não ao contrario como supunha o prefeito.

Quando questionado pelo repórter, se Custodio seria funcionário municipal, Nanão teria negado e dito: “Não, ele não é funcionário do município”.

Sandra Regina, indignada com as ofensas proferidas pelo prefeito, nos procurou na tarde de ontem 06/02/2012, e relatou em entrevista o que segue logo abaixo.

Acompanhada de varias testemunhas que presenciaram a cena bizarra do prefeito, Sandra foi alem e fez revelações gravíssimas sobre o sistema de saúde local, principalmente quanto aos dependentes químicos.

Segue abaixo, entrevista na integra.

Ademir Feliciano

Artigo Anterior

Mais da metade da população questiona o Judiciário

Próximo Artigo

Procon, Ministério Público e Apas firmam acordo sobre questão das sacolas plásticas

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *