MP investiga ex-prefeito por desvio de verba pública

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

De acordo com a promotoria, notas fiscais apresentadas por Cristiano Moura eram de prostíbulos

Ministério Público (MP) investiga o ex-prefeito de Miguelópolis, Cristiano Barbosa Moura, por desvio de dinheiro público, durante o período em que ocupava o poder executivo, entre 2004 e 2008. Atualmente, o ex-prefeito responde a 17 inquéritos, entre eles por peculato e formação de quadrilha.

De acordo com a promotoria, muitas notas fiscais apresentadas pelo ex-prefeito como sendo de hospedagem e alimentação, na verdade eram de prostíbulos de Ribeirão Preto e São Paulo. Os valores variam de R$ 90 a R$ 500, somando um total de R$ 2.610

“Por intermédio do CNPJ que consta nas próprias notas, chegamos ao endereço. A partir daí, foi feita uma investigação in loco, onde se constatou que realmente o local servia de prostíbulos, casa de espetáculos ou coisas do gênero”, afirmou o promotor Frederico Francis Meloni de Camargo.

Segundo o promotor, o ex-motorista de Moura confirmou, em depoimento, que levava o ex-prefeito a bingos e casas de prostituição e que era orientado a retirar as placas dos veículos para não ser identificado por jornalistas.

Procurado pela equipe de reportagem da EPTV, Moura alegou que as verdadeiras notas fiscais foram retiradas da Prefeitura. “As notas não têm cabeçalho, as notas não têm a minha assinatura. Eu requeri na Prefeitura os empenhos do gabinete na época, para comparar e sumiram minhas notas de viagem”, disse.

De acordo com o MP, se fosse condenado em todos os processos pelos quais responde, o ex-prefeito poderia cumprir pena de até 88 anos de prisão.

Fonte: EPTV

Artigo Anterior

Mulher, filhos e cunhadas do prefeito são presos em operação do MP

Próximo Artigo

PIZZARIA “TIO TONHO” CONVIDA!

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *