Prefeito em exercício e Secretário de Finanças vão a Câmara tentar explicar atrasos a Fornecedores.

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

Prefeito em exercício e Secretário de Finanças vão a Câmara tentar explicar atrasos a Fornecedores.


Em Sessão Plenária ocorrida ontem, 18/10/2011, na Câmara Municipal de Altinópolis, o Prefeito em Exercício, Luis Walter Ferreira e o Secretário de Finanças Alan Farias, compareceram e deram um apanhado geral na situação financeira que vive a atual administração.

Atrasos vêm ocorrendo no pagamento de fornecedores, isso o Altiaqui, por mais de vez, anunciou em suas paginas.

R$ 754.230,51, seria segundo o secretario, o debito para o corrente mês.

Questionado pelo vereador “Valdir da Geladeira” com relação à situação de “Paulinho” fornecedor de verduras para as escolas do município, que estava presente a sessão, o secretario tentou dar-lhe esperanças de recebimento, porem, não quis adiantar nenhuma data.

Queda na arrecadação, esta foi à justificativa do secretario para o descumprimento com os contratos vigentes com fornecedores. Disse o secretario que a prefeitura foi pega de surpresa com a inesperada queda de arrecadação.

Em nossa modesta opinião, o que faltou nas explicações do secretario, foi o gasto abusivo praticado por esta administração em supérfluos. Vejamos:

R$ 250.000,00 de contrato com a empresa Versão BR para produção de um único vídeo que ninguém viu.

R$ 120.000,00 de contrato com a empresa de Evaldo Custodio Advogados, (Primo em primeiro grau do vice-prefeito) sendo que a prefeitura tem um numero enorme de juristas que dariam conta do recado sem este gasto exorbitante.

R$ 148.000,00 de contrato com a ONG “Pra Frente Brasil” para pratica do programa segundo tempo de Governo Federal. Ora, só a prefeitura já arca com três projetos neste mesmo sentido; são eles, Espaço Amigo, Força Jovem e Ação Jovem. Pra que mais um?

Contratos de autopromoção com duas rádios da cidade, jornal impresso, Programa Leo Oliveira, gráficas das mais variadas.

Alugueis de imóveis sem sequer serem usados (caso paliteiro).

Cargos criados para atender os interesses do prefeito e de seus correligionários.

Foguetórios e festas para comemorar ações das mais naturais, para não dizer irrelevantes.

Viagens para o exterior com nosso dinheiro, quando o barco aqui, está quase afundando. (Viagens para nada)

Enfim, um descaso com o dinheiro publico que só poderia dar no que deu. Quebrou!

GASTOU MUITO MAIS DO QUE ARRECADOU! E o prefeito tem a cara de pau de falar de cheques sem fundo de munícipes.

Quem paga o pato de uma péssima administração, como sempre, somos nós.

Fornecedores que não recebem, obras paradas por falta de pagamento, transporte publico em estado deplorável, merenda que não tem para as crianças, e quando tem é de péssima qualidade, asfalto esburacado, esgoto entupido, bombas d’água na sua maioria quebradas ou “meia boca”,falta de água, desrespeito ao funcionalismo, atendimento lastimável no hospital e postos de saúde. E a desculpa é a queda na arrecadação.

Foi mal, muito mal a explicação infeliz dada por Ferreira e Alan Farias. O remendo ficou pior que o buraco.

Uma administração que já começou errada, só poderia terminar assim, tendo que se explicar para não cair mais no ridículo.

Ouçam abaixo, as gravações feitas por (Rolinha) na sessão de ontem, onde tentou se explicar o inexplicável.

Áudios:

1:

2:

3:

4:

5:

 

 

Ademir Feliciano

Artigo Anterior

Terceira Idade “Tirando Onda” no Parque das Grutas!

Próximo Artigo

Agora, Altinópolis pode romper com ONG

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *