Fritando em óleo quente!

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

 

Sessão Plenária de 03/11/2010


Fritando em óleo quente!

Uma das coisas mais gratificantes para um munícipe é ver sua edilidade (vereadores) lutando e defendendo as causas que vão de encontro às suas funções em prol da legalidade e do coletivo.

Quando oposição e situação entendem que uma sem a outra não teria sentido, mas que para tal há que se colocar acima de tudo a necessidade popular , quando isso é bem entendido e equacionado na cabeça dos vereadores, a coisa tente a fluir positivamente.

Quem por ventura tivesse acompanhado a sessão plenária de ontem pela primeira vez em nossa cidade, imaginaria que a mesma edilidade (salvo algumas raríssimas exceções) que ali lutava para ver solucionado os problemas que o município enfrenta, pensaria logo; trata-se de maioria de oposição, ou que desde o inicio dos mandatos agiram assim. O que não é verdade.

Percebe-se claramente nos pronunciamentos de alguns vereadores, certo “RACHA”, entre eles que eram e são da base aliada do prefeito, com o próprio prefeito.

Eu não assisti à sessão, mas pelos áudios conseguidos por nosso companheiro “Rolinha” (que vem se destacando como uma revelação na imprensa Altiaqui) pude perceber que já vi este filme antes em outras municipalidades e chego a concluir que: ou algum interesse não foi atendido, ou descumpriu-se algum acordo por uma das partes, ou há outros interesses de cunho muito mais profundo, ou os vereadores amadureceram e perceberam qual seu papel, ou VEM “CHUMBO GROSSO” POR AI.

Levemos em consideração que a maioria dos projetos do prefeito eram aprovados quase que por unanimidade, até mesmo o da viagem ao exterior que até agora não se sabe os motivos reais e quais benefícios trouxe ou trará a cidade.

Vou reproduzir abaixo de forma transcrita, um dos áudios da sessão de ontem que julgo vir ao encontro do que tento dizer nesta matéria.

Vamos ao do vereadorValdir da Geladeira

“Eu acho que agora já acabou o calor da política, eu também não queria que a “Dilma” ganhasse, mas ganhou e agora temos que respeitar e arregaçar as mangas e trabalhar”.

“Como somos eleitos pelo povo, as pessoas estão sempre nos procurando para fazer reclamações e eu sempre digo, não precisa procurar só o Valdir, qualquer vereador é representante do povo de Altinópolis, então, a gente tem debatido muito aqui a falta de fiscalização principalmente no setor de obras”. “Fui procurado por duas pessoas que tiveram no cemitério no dia de finados e me disseram que havia duas “Carneiras” (Túmulos) e que as pessoas não agüentavam o mau cheiro”. Pela informação do vereador em tribuna, as pessoas que fazem as carneiras, empilham os blocos e deixam frestas por onde sai o mau cheiro, continua o vereador: “O secretario de obras tem que ir La fiscalizar, ver se a “carneira está rebocada por fora, e falta administração em nossa cidade”.

“Eu não vi, mas me informaram que La do lado de cima da represa, onde foi feito um asfalto novinho esses dias,não fizeram a compactação do solo direito e o asfalto já caiu, afundou tudo, e eu acho uma falta de respeito com o dinheiro público, as pessoas querem ver a cidade bonita e é tudo mau feito”.

“Quero parabenizar o Dr. Fausto por solicitar a presença do secretario de obras para dar explicações e eu peço ao presidente que inclua a este pedido, o secretario de transportes e também o “Alan Farias” para que o mesmo explique porque não vai dar aumento do repasse que é lei do funcionário”.

“Temos conversado com vários motoristas que não gostam de dar os nomes e dizem que a frota da prefeitura está precária, em situação calamitosa. Acho que é o momento de a gente ficar por dentro das coisas, está findando o ano, e novas providencias, a gente comece a tomar a partir do ano que se inicia”.

“A respeito do lixo que sempre temos falado aqui, tive informação que dia desses um caminhão saiu daqui, rumo a Guatapará e furou um pneu no caminho e o motorista não tinha estepe e nem chave para trocá-lo, precisou ligar para Ca e um carro foi socorrer. Isso é um absurdo. Já passou o calor das eleições e nossa cidade tem que ser levada a sério, eu particularmente, vejo nesse momento que nossa cidade está sem comando, acho que é hora do prefeito agir, igual foi citado aqui, funcionário pediu demissão, falou horrores e isso é uma falta de respeito e o prefeito precisa tomar uma decisão porque e cidade está sem comando no momento” .

Estes foram os tópicos mais relevantes do pronunciamento do vereador.

Comentemos:

 

Só agora vereador? Quanto tempo faz que o altiaqui denuncia estes mesmos fatos e os senhores nada fizeram?O senhor diz que agora que acabou o “Calor das Eleições” a cidade deve prosperar e fazer cumprir o que se espera de uma boa administração. Antes não precisava?

Antes tarde que mais tarde NÉ?

Quero ressaltar aqui, que o nobre vereador Dr. Fausto Fabbri, (sem mudar sua linha de conduta), convocou via requerimento aprovado por unanimidade a presença naquela casa de leis, do Secretario de Obras para explicar obras inacabadas, orçamentos liberados e obras sequer iniciadas, e outras seqüelas graves promovidas por esta administração. Dr. Fausto, juntamente com os vereadores (“Cristino” e “Garincha”) fizeram também indicação, para que seja instituída folga remunerada nos dia de aniversario dos funcionários municipais, alem de outras indicações com a adequação e reforma da cozinha piloto.

José Carlos da Silva (Cristino) fez duras criticas á sujeira despejada nas ruas da cidade em véspera de eleição por homens ligados ao prefeito “Nanão” para campanha da Dilma.

Acredito pelo andar da carruagem, que se sobrou algum situacionista, são eles: Jô dentista e Ruan cabeleireiro.

Frito em óleo quente por quem um dia disse assinar em baixo “TUDO O QUE DR. MARCO FIZER”! A briga promete ser das mais acirradas. Será que o prefeito percebeu?

Ademir Feliciano

Filiado à ABRAJIAssociação Brasileira de Jornalismo Investigativo

Artigo Anterior

Tirando o “FIOFÓ” da reta!

Próximo Artigo

Abertas Inscrições Creches e Pré-Escolas

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *