CAOS NO HOSPITAL COM PRESENÇA DE POLICIA E PREFEITO.

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:


CAOS NO HOSPITAL COM PRESENÇA DE POLICIA E PREFEITO.

O Hospital de Misericórdia de Altinópolis atravessa talvez sua pior fase no atendimento público.
Ontem por exemplo (26/10/2010) houve certo tumulto por falta de médicos, o que causou segundo informações a presença da policia e a intervenção do prefeito Nanão na tentativa de equacionar o problema uma vez que ele é médico, mas pelo visto, ou melhor, pelo que se ouve em áudios logo abaixo, não foi bem isso que aconteceu.
Horas de espera para ser atendido, péssimo atendimento quando acontecia, e o pior: falta de médicos, esse é o estado do Hospital de Misericórdia de Altinópolis.
Eu não pude estar presente para fazer as entrevistas por conta do horário e dos remédios que ainda estou tomando- graças à tentativa covarde de assassinato que sofri– mas meu querido amigo Moises de Oliveira Miguel, estava no hospital acompanhando sua irmã e fez as entrevistas que seguem nesta matéria.

Quero deixar claro ao prefeito, que isso não é perseguição de nossa parte- como é claro ele vai alegar– estamos apenas mostrando a realidade de Altinópolis que parece não ter fim os absurdos contra a população.
E o senhor aproveita sua própria casa para fazer descaradamente, campanha para sua candidata à presidência, chama funcionários em horário de trabalho, pede votos, da CD eleitoral de presente e fala um monte de inverdades para tentar convencê-los.
Mas essa matéria com material completo ainda vai ao ar. Vamos nos ater ao ocorrido no Hospital.

As fotografias foram tiradas por Moises, assim como a primeira entrevista. Em uma das fotografias onde um senhor aparece de olhos fechados, isso foi por conta de um pneu de caminhão que estourou em seu rosto e o pobre borracheiro já estava ali há horas, com dor e sem atendimento.
Esta é sua administração Nanão! Uma verdadeira lastima.
Ouçam as entrevistas abaixo.

Entrevistas

 

Ademir Feliciano
Filiado à ABRAJI- Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo

Artigo Anterior

NA COMEMORAÇÃO DE 25 ANOS DE CRIAÇÃO, CONSEG/SAA PRESTA LINDA HOMENAGEM A POLICIA MILITAR.

Próximo Artigo

Se lei de controle da imprensa vigorar, OAB deve levar caso ao STF

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *