Novo presidente da comissão municipal de segurança visita o altiaqui

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

Novo presidente da comissão municipal de segurança visita o altiaqui

Recebemos na manha desta quinta feira, 27/05/2010, a Ilustre presença do Dr. Fausto Luís Rinhel Lopes, novo presidente da comissão municipal de segurança.

Trouxe-nos em mãos o Dr. Rinhel, a ata da reunião ocorrida em 19 de maio de 2010, que disponibilizamos abaixo, na integra. O altiaqui deseja muito boa sorte à comissão e realmente torce pelo sucesso da mesma, inclusive, nos colocamos a disposição se necessitarem do site e do jornal.

Ademir Feliciano

 

COMISSÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE SEGURANÇA MUNICIPAL

ATA DA REUNIÃO DO DIA 19 DE MAIO DE 2010.

Nesta data de 19 de maio de 2010, às 14h30m, por convocação do presidente Fausto Luís Rinhel Lopes, na sala de reuniões da Prefeitura de Altinópolis, reuniu-se a Comissão. Presentes: Fausto Luís Rinhel Lopes, Antonio Galvão Raiz Porto, Ivano José Zuccolotto Filho e Augusto Ferreira Poli. Na abertura, Fausto começou fazendo um relato dos acontecimentos recentes a fim de que ficasse registrado em ata os seguintes fatos: primeiro fato no dia 3 de maio pp a Comissão foi chamada para um reunião com o prefeito, que aconteceu às 14h30m no seu gabinete; nela compareceram os componentes desta Comissão, Fausto, Galvão, Jô (Ivano), sargento Muzetti, Fazzio, além do delegado Or. César; na oportunidade, o prefeito comunicou aos presentes que o Or. Edvar havia solicitado o seu afastamento da Comissão, ficando então designada a Ora. Verucia de Oliveira para em seu lugar representar o departamento jurídico da Prefeitura; entre os membros da Comissão por consenso ficou ali definido que Fausto a partir daquela data assumia o cargo de presidente da Comissão; nesse encontro com o prefeito foi levantada uma questão preocupante, que é o número elevado de alunos considerados problemas pela direção da Escola Pe. Geraldo Trossel, que vem enfrentando sérias dificuldades no tocante à manutenção da disciplina naquela instituição de ensino municipal; o prefeito conclamou, então, os membros da Comissão para que fizessem uma visita àquela escola para um contato com o seu corpo diretivo, no sentido de tentar algum tipo de encaminhamento para o problema ali instalado, inclusive com o apoio do delegado. Segundo fato no dia seguinte, 4 de maio de 2010, os componentes da Comissão, Fausto, Jô, Sargento Muzetti, Fazzio e Galvão e o delegado Or. César foram ao Ginásio Trossel e pelos membros da direção foram informados que existem ali cerca de 16 alunos que podem ser considerados como baderneiros e que vêm dificultando a manutenção da disciplina dentro da escola; os presentes colocaram que estavam ali convidados pelo prefeito no sentido de ajudar naquilo que Ihes fosse possível; ficou então combinado que na próxima segunda-feira, dia 10 de maio, voltariam à escola para uma reunião com os alunos problemáticos juntamente com os seus pais. Terceiro fato durante essa reunião foi passado aos alunos e aos pais que eles (alunos) tinham que se enquadrar nas normas de disciplina da escola, uma vez que todas a chances já Ihes havia sido dadas, sob pena de sofrerem sanções mais severas, como a de transferência compulsória; um deles, considerado o caso mais grave, foi duramente advertido. Quarto fato no dia 12 de maio, Fausto procurou o promotor de Justiça a quem levou o problema, tendo ouvido do mesmo que no caso do aluno em questão, tendo em vista os seus antecedentes e tendo falhado todas as tentativas de enquadramento no regime disciplinar da escola, não restava alternativa senão a de transferência compulsória. Fausto concluiu o seu relato mencionando que, no seu entender, esses acontecimentos mostram que a Comissão já começou a cumprir o seu papel, continuando sempre à disposição do Poder Público para a melhora na segurança do município. Ato contínuo, Galvão apresentou para discussão um assunto que se insere no contexto de segurança pública, que é a questão do efetivo da Polícia Militar. Comentou ele que na reunião do Conseg de que participa, esteve presente o tenente Gustavo, da PM, recém-chegado de Jardinópolis, onde esse problema parece ter sido equacionado através da elaboração de uma lei que permite ao município oferecer um pró-Iabore aos policiais à guisa de incentivo. Como se sabe, há um desinteresse entre os PMs de trabalhar em cidades menores, como a nossa, tendo em vista a defasagem que sofrem em seus salários se comparados com as cidades maiores, como Ribeirão Preto. O tenente forneceu inclusive cópias dessa legislação, que Galvão se comprometeu a repassar ao presidente Fausto bem como à representante do nosso Executivo, Ora. Verucia. Houve um consenso entre os presentes no sentido que o assunto merecia ter um desdobramento nas próximas reuniões da Comissão. Em seguida, Jô passou aos demais a informação a respeito da aprovação na Câmara do Projeto de Lei de autoria

do prefeito que autoriza o município a aderir ao Consórcio Regional de Segurança Pública e Cidadania do Baixo Rio Pardo – CORESPARDO, o que pode ensejar que a nossa cidade venha a receber recursos destinados à área de segurança pública. Todos foram unânimes em concordar que se trata de uma boa notícia, na medida em que esse Consórcio se torne uma realidade. Outro tema levantado por Galvão foi a notícia do jornal “A Tribuna” que dá conta de que o vereador Carlão acaba de conseguir uma verba federal no valor de R$ 300.000,00 destinada à instalação de câmeras em pontos estratégicos de Altinópolis para auxiliar no policiamento preventivo. Sugeriu ele que o vereador fosse convidado a comparecer na próxima reunião a fim de falar sobre as perspectivas dessa instalação, bem como sobre quais as providências que porventura já estejam sendo tomadas a respeito. No encerramento, Fausto comunicou que ficava marcada a próxima reunião da Comissão para o dia 2 de junho de 2010, às dezoito horas, no mesmo local. Eu, Antonio Galvão Raiz Porto, lavrei a presente ata, que depois de lida e aprovada, será transcrita no Livro de Atas, devidamente assinada pelos membros presentes.

Fausto Luís Rinhel Lopes

Antonio Galvão Raiz Porto

Ivano José Zuccolotto Filho (Jô)

Augusto Ferreira Poli

 

 

Artigo Anterior

Ainda vivemos nas trevas no que diz respeito às contas públicas

Próximo Artigo

TRE-RJ cassa mandato de Rosinha e torna Garotinho inelegível

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *