//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

Sobre o Hospital de Misericórdia de Altinópolis

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

A Prefeitura e a Diretoria do Hospital de Misericórdia de Altinópolis foram comunicadas do Relatório Preliminar do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo sobre as contas do ano de 2008 que indicou a total bagunça e desorganização levando ao Diagnóstico de que o Hospital está quebrado financeiramente, ou seja, a Administração anterior faliu e quebrou literalmente a Entidade Hospital de Misericórdia de Altinópolis. O estranho disto tudo é que o Ex Provedor e o Ex Prefeito também foram notificados pelo Tribunal e até o presente momento se mantém calados e não procuraram a atual Diretoria do Hospital para comunicar a gravidade dos fatos. Também a Receita Federal notificou o Hospital sobre o não recolhimento de contribuições durante o período de 2006 e 2007 o que acarretou multa e cobrança de mais de R$ 3 milhões de Reais, o que pode agravar mais ainda a situação financeira do Hospital.
Foi comunicado o Ministério Público de Altinópolis e marcada uma Reunião com a Diretoria e Prefeitura devido à gravíssima situação do Hospital.

Fonte: Site oficial da prefeitura municipal de Altinópolis.

Pedimos licença ao autor da matéria, para comentá-la em mesma pagina!

 

Grave! Extremamente grave a situação relatada no site oficial da prefeitura de Altinópolis.

Se alguém deve responsabilidades sobre esse desrespeito com a saúde de Altinópolis, tem que pagar e pagar muito caro. Explicada está então, o porquê da “calamidade” vivida pelos munícipes da cidade, em quanto à saúde.

Reclamações constantes de quem precisa do hospital, e se vê mal atendido.

Se o hospital de misericórdia está falido, quebrado financeiramente, não cabe agora ficar apontando culpados e nem atacando a ninguém. O que se deve fazer é tentar equacionar os problemas de modo que a população que nada tem a ver com a incompetência publica, possa ser bem atendida.

Se a responsabilidade é da administração passada, essa já foi, conforme declara a matéria retirada do site da prefeitura, “notificada” e o caso deve estar a cuidados da justiça, que se fará valer, não temos a menor duvida.

Cabe então, a atual administração, não se desesperar, afinal o caso já deveria ser de conhecimento dos atuais administradores, senão antes, pelo menos pouco depois das eleições, e já se passou um ano e meio.

Porque o caso só veio à tona agora? Essa é a pergunta que se deve fazer.

Porque apregoar que a saúde de Altinópolis estava as mil maravilhas? Se todos víamos que não era verdade! Qual a razão de ter sido escondido da população, que estávamos num verdadeiro caos em termos de hospital?

È grave senhores leitores, sem asfalto até da para passar, sem lazer até da para passar, mas sem saúde, ai o caso se torna de calamidade, e algo tem que ser feito rapidamente, e por essa administração que ai está. A anterior já passou, e se for devedora e culpada dos fatos, que pague conforme a lei, mas que não se use desse acontecimento, como subterfúgio para nada fazer.

Cabe a municipalidade cobrar o que é de seu direito, e saúde acima de um dever do estado, é também um direito de cada cidadão.

Quando verificamos o caos nas esferas publicas, é que podemos ver claramente quem nos governa, e que solução eles darão ao caos.

Isso não é novidade, pelo menos a quem está diretamente ligado ao hospital, digo, prefeitura e diretoria, e cabe a eles acharem uma solução que venha a atender as nossas necessidades.

Quando se ganha um pleito eleitoral, se herda com ele os bônus e o ônus da função.

Que deus nos ajude, porque nossa situação em Altinópolis já não estava nada boa, imaginem com essa “bomba” lançada agora sobre nossas cabeças.

Ademir Feliciano

 

Artigo Anterior

Grave Agressão Na Câmara Municipal de Altinópolis

Próximo Artigo

Ato de Vandalismo e Crueldade!

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.