COLUNA DE MOISÉS MIGUEL

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

O PRINCIPE “Maquiavélico”

Esta é uma obra essencial para quem se interessa pela ciência política e de como ela é praticada,

Trata basicamente dos meios usados para se alcançar o poder e nele se manter por uma longa jornada,

Obra esta que seguida por alguns é admirada,

Mas em muitas outras vezes é muito mal usada,

Por pessoas, como nós, seres humanos, que a usa para chegar e se manter no poder sem se importar com nada,

O príncipe Esbraveja para a Platéia e esta por medo, aplaude,

 

Iludem-se quando pensam que podem saber tudo e resolver todos os problemas e de todas as áreas, sendo que, nem da sua não resolve nada,

 

Estes são os típicos Príncipes. Os Príncipes de alma solitária, insegura e mal amada,

Ao invés de optar por amigos, serenidade e alegria,

Preferem ser lembrados como maus, ditadores, pessoas de pouca simpatia,

Eles são fracos, escondem por traz dos seus gritos e sua deselegância a sua insegurança e a sua agonia,

“Ó Príncipe temido que em momentos de aflição deixa transparecer os seus medos e as relações que cultiva camuflada”,

“Mostre-nos a sua verdadeira face escondida por trás desta cara Barbada… e mal encarada”,

Fale a verdade, se preferir como de costume grite só mais algumas palavras:

eu governo para Ricos e os Amigos, e o que eu falo e prego sobre o Povo é somente fachada”

“tenho comigo a autoridade e a arrogância já antes aqui citada”

“para que meu povo e meus submissos não contestem a minha reputação não ilibada”

Ó Príncipe de um reino Só, só, de solidão e ganância pelo poder tens a sua alma cercada,

Que não consegue por seus méritos atitude positiva se fazer lembrada,

Por isto tenta se justificar em erros de pessoas que a tempos já é passada,

Resgatar as almas de quem? Das que foram livres e alegres de quem só nos tratava com risadas,

Mas que hoje sim estão quietas, com medo, tristes e abafadas,

Quantas vagas de empregos em suas gestões por empresas privadas trazidas por ti foram criadas?

Quantas indústrias em sua área industrial estão instaladas?

Que injuriou, caluniou e difamou o trabalho de pessoas tomado por quê? Teus exemplos? Realmente tu não serves de referencia para nenhuma pessoa ser julgada,

Tu, logo tu? Que se diz: tão correto, verdadeiro e esforçado. Tu que gosta das câmeras por que não as instala em cima do seu trono para que o povo possa assistir também a sua empreitada?

Ó comportamento de príncipe que tem medo das palavras, tudo que não era para ser, aqui será divulgada,

Tu pensas que se associando a todas as entidades e as submetendo aos seus mandos e a troca de favores a sua alma será libertada?

Tu és o Príncipe

Mas quem manda neste reino é a Liberdade e o Povo de consciência e opinião formada.

É NÓIS

Moisés Miguel

 

Artigo Anterior

COLUNA DE ADEMIR FELICIANO

Próximo Artigo

A IMPRESSÃO DO ALTIAQUI SOBRE “ESCANDALO POLITICO EM SANTO ANTONIO DA ALEGRIA”

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *