Ex-Prefeito de Santo Antônio da Alegria é acusado de roubo e formação de quadrilha

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:





Ex-Prefeito de Santo Antônio da Alegria é acusado de roubo e formação de quadrilha

30/12/2009 (quarta feira-12:30hs), o Dr. Gustavo André Alves Delegado de Polícia de Santo A. da Alegria, recebeu o Informativo, para uma entrevista a respeito das irregularidades encontradas na administração do ex-prefeito Sr. João Batista Mateus de Lima. Consta em inquérito policial que, ficou devidamente constatado que, nos últimos anos havia um esquema dentro do departamento de Recursos Humanos da administração do ex-prefeito, onde os funcionários eram usados como pretexto para realização de “desfalques” nos cofres públicos, as provas levantadas são contra o Sr. Alenir Antônio da Silva (responsável pelo Recursos Humanos da prefeitura). Funcionários, que não possuíam empréstimos bancários, com desconto em folha, tinham descontos nos seus holerites, com o objetivo de compensar outros empréstimos sem o devido desconto – outros tinham empréstimo, mas não tinham desconto – outros demitidos, já sem holerite, continuavam tendo as parcelas pagas com o dinheiro dos cofres da prefeitura – prestador de serviços sem vínculo empregatício, utilizava também destes empréstimos – funcionários recebendo insalubridade, horas extras 50%, horas extras fixas, diferença de salário, diferença de abono, férias, décimo terceiro sem trabalhar, etc.

 

Observa-se, ainda, que tais absurdos não poderiam passar despercebidos pelo ex-prefeito, (que inclusive é cunhado do Sr. Alenir), pela ex-primeira dama Srª Aderilda Lourdes da Silva Lima (irmã do Sr. Alenir), pelo Sr. Dirceu Ferreira da Silva (auxiliar de contabilidade), pelo Sr. Lourenço Porfírio Belutti Junior (assessor jurídico da prefeitura), pelo Sr. Artur José Ferreira da Silva (advogado e ex-procurador do município), pelo Sr. Celso Aparecido Bujato (ex-motorista da prefeitura), por serem todos diretamente beneficiados com a vergonhosa fraude aos cofres públicos. E tem mais…o ex-prefeito recebeu a mais no seu pagamento (R$2.391.00), depositado também pelo Sr. Alenir, e se calou, só devolvendo o dinheiro indevido, após 2 anos (só devolveu porque o Tribunal de Contas exigiu), estranho…se recebesse a menos, ele reclamaria.

Ressalta-se também a conivência demonstrada pelo Sr. Artur José Teixeira da Silva que, mesmo tendo total conhecimento de que a partir de sua demissão não mais teria condições de ter empréstimo consignado, em sua folha de pagamento, deixou que a “Prefeitura” continuasse fazendo os pagamentos de suas parcelas de empréstimos. Conforme se apurou, durante longos 08 anos da administração do Sr. João Batista Mateus de Lima, seu cunhado Sr. Alenir, pagava para si, para sua irmã (mulher do então prefeito) e para seu amigo Dirceu Ferreira da Silva, um adicional de insalubridade totalmente irregular, já que estavam afastados dos cargos. Agradecemos a atenção dispensada a nós, pelo Delegado de Polícia Dr. Gustavo André Alves.

Procurado pelo Informativo, o Atual Prefeito Ricardo Sobrinho, disse: “Prefiro não comentar sobre o caso, a Polícia e o Ministério Público tomarão as devidas providências”.

Só procuramos saber sobre a idoneidade do ex-prefeito João Batista Mateus de Lima, por causa de uma distribuição de remédios, feita por ele em Cajuru, segundo consta ele estaria pedindo voto, para Deputado, a troco da distribuição dos remédios. Nosso Informativo é pequeno, sendo assim, as demais denúncias serão publicadas, nas próximas edições.

Sr. ex-prefeito…”Boi em terra estranha berra que nem vaca”.

Fonte: www.bocadanoite.net

 

Artigo Anterior

Polícia Civil de São Paulo tem novos diretores

Próximo Artigo

GUNS N’ ROSES- PEROLA DO ROCK

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *