COLUNA DE ADEMIR FELICIANO

Autor: Nenhum comentário Compartilhe:

43 anos (corinthiano roxooooooo), nascido em São Paulo Capita, l radicado no Rio de Janeiro e a quatro anos morando em Altinópolis. Especializado na lei 8666/93 atua a mais de 15 anos com licitação pública juntos as três esferas de governo em todo o território nacional, com enfase no pregão eletronico e presencial.Lei 10520. Bem como cursos de formação e capacitação de pregoeiros.

Administrador do site altiaqui.com.br





Coronelismo moderno e seus pequenos ditadores.

 

O Coronelismo no Brasil é símbolo de autoritarismo e impunidade. Suas práticas remontam do caudilhismo e do caciquismo que provém dos tempos da colonização do Brasil, ganhando força na época do primeiro império chegando ao final do século XX tomando conta da cena política brasileira. Conjunto de ações políticas de latifundiários (chamados de coronéis) em caráter local, regional ou federal, onde aplicasse o domínio econômico e social para a manipulação eleitoral em causa própria ou de particulares. Fenômeno social e político típico da República Velha, caracterizado pelo prestígio de um chefe político e por seu poder de mando.

 

Republica velha: mas infelizmente ainda nos dias de hoje nos deparamos com os remanescentes dessa época, com os pequenos coronéis ditadores velados, com os que não aceitam ser contrariados, com os que julgam ter o poder sobre tudo, e não se apercebem de que só estão onde estão por conta de promessas que fizeram, e por conseqüência das mesmas, foram eleitos.

Hipócritas antidemocratas que se vestem de cordeiro, mas que no covil de seus gabinetes mostram suas verdadeiras faces de lobos.

E no Brasil há muitos desse ditadorezinhos pés de chinelo, que se aproveitam da ignorância de seu povo, ignorância essa patrocinada por eles, onde a democracia, a transparência o prestar de contas não fazem parte de seus vocabulários. -Falsos pregadores da decência, que usam da maquina administrativa para se fartarem das tetas gordas e caudalosas do erário publico, como se deles fosse, como se a ninguém devessem satisfação. Zombadores que são da desgraça alheia.

-Ditam regras, criam situações que tendem a satisfazer seus cabos eleitoreiros, com trocas de favores, com absurdos de nomeações, com degradação total da maquina e do estado que governam. E só agem assim porque tem a desculpa deslavada sempre pronta: “a culpa é da gestão passada”

Quantas leis interesseiras são criadas, quantos não são favorecidos por serem amigos dos tais ditadorezinhos, quantos não mamam juntos na já murcha teta, havidos por sugar até o ultimo gole. E a culpa vai cair sempre na gestão passada. Se a gestão passada foi essa “merda” toda, soubessem os tais ditadorezinhos que alem de assumirem o poder do cargo, assumiriam também os problemas que o mesmo carrega com sigo. E mais respeito, teriam com a população, com a democracia, com a liberdade de expressão.

Mas acho que estou ficando velho e idealista demais, afinal seria exigir muito de uma mente ditatorial, que tivesse respeito por alguma coisa que não fosse o seu próprio interesse e de seus soldados vermelhos.

Currais que teimam e permanecer, ditadores aproveitadores que não largam o osso, roeram tanto já, por tantas vezes já voltaram, mas não largam o osso.

Exemplos assim devem ser encarados pela população como forma de reflexão.

E a pergunta deve soar em seus ouvidos como a voz da consciência lhes dizendo: estão no poder a quanto tempo? Vão e voltam e o que de progressivo aconteceu na minha vida, na minha cidade, no meu estado ou no meu País?

E se a resposta for um NADA bem sonoro, é sinal que você acordou, e que se faz a hora da mudança, da cobrança e da expulsão desses ditadorezinhos pés de chinelo, para longe da vida publica definitivamente, por força apenas da democracia e de seu sagrado voto. Sim porque seu voto é sagrado, ele acaba com a ditadura velada, tente e você verá.

Aliar-se a eles, jamais! Só são capazes desse alinhavamento, quem como eles são. Aproveitadores, corruptos, ladrões, mantenedores dos cabrestos, falsos moralistas que moral não tem nem pra se defender das acusações que lhes caem aos ombros com dignidade.

Pulhas canalhas do poder, sua hora há de chegar, e então nos livraremos de suas tiranias, de suas roubalheiras e quem sabe assim o progresso ha de vir, e alimentar o corpo a alma e a mente de seu povo, que por conta de vocês, atrofiou-se.

Larguem o osso coroneizinhos de “merda”, porque mudar: sabemos que vocês não mudam. Dignidade é palavra que vocês não conhecem. Mentirosos do poder, iguais, vocês são todos iguais. Corja de ladrões, marionetes dos poderosos. Seu povo- alias seu não- mas o povo, ainda vai saber de tudo, ou vocês dão satisfação e contam a verdade, ou ela vira a tona por força de lei, e que feio ficará, e o quanto eu vou rir.

Um abraço e até a próxima.

 

Artigo Anterior

RECEITAS PRÁTICAS E RÁPIDAS

Próximo Artigo

COLUNA DE IRÃ DE ALMEIDA FELICIANO

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *